terça-feira, 2 de junho de 2009

Como se fosse entrevista.


Minha relação com a moda é menos estética e mais visceral. Detesto pesquisar sobre o que é tendência – embora muitas vezes goste de saber o porquê. Detesto tendências. Gosto é de abrir uma revista e sentir: gosto ou não? Ou topar com o surpreendente dentro de um elevador. Abro poucas revistas por mês. Porque sempre quero degustar cada uma. Minha relação com a moda é visceral. Amor à primeira vista: olho uma imagem e gosto. Ou não. Visto uma roupa e gosto. Ou não. Se eu estiver tão bem informada sobre as tendências, vou deixar o racional influenciar meu sensorial. Eu quero comer a moda, não raciocinar sobre moda. O mesmo acontece com o que escrevo. Não sei de onde vêm ou quais são minhas influências. Minha necessidade de escrever sempre foi tão grande quanto a de ler. Tive vergonha disso por muito tempo, até compreender que os livros que não li, vivi. É para entender a vida que escrevo. E é por não entendê-la que não paro nunca.

18 comentários:

mais um ser tentando aprender disse...

Eu adoro quando vc além de fotos... escreve sobre você neste blog... é como se a gente que vem aqui todo dia precisasse conhecer você melhor...

Uma fofa

beijos

Alana disse...

Fabuloso! penso igual em relação a moda. Gosto ou não gosto.

Escreva e viva o mais que puder.
Bjs e Fiqque com Deus
Boa semana

Telma Maciel disse...

Concordo! Seguir tendências é meio chato... às vezes a gente perde a personalidade por seguir tendências. É o que vc disse: gosto ou não gosto. E se for tendência, acaba sendo coincidência.
Uma ótima semana p vc!

Woiron disse...

Lindeza,

É uma delícia ler vc! Receber de presente sua generosidade em compartilhar conosco, estranhos apaixonados, suas experiências, seus gostos, sua vivência, suas gracinhas, suas escolhas, enfim, vc! Ainda bem que nao podemos enteder a vida, sempre falta, esse mistério nao nos abandona, imagina se vc compreendesse tudo e parasse de escrever. Como nós ficaríamos? Como viveríamos sem vc em nossas vidas? Isso já nao e mais possível Cris, vc faz parte de nós. Bjos linda e ótima terça pra vc.

Alessandra - Lain disse...

querida! leio demais, tudo, perco tempo com tanta bobagem..., mas leio coisa boa também, que acabo não escrevendo tanto quanto gostaria. Gosto do que vc escreve. Escreva mais. bjs

Ana Carolina disse...

Aliás, não tem coisa mais CHATA que abrir blogs e sites na época de desfiles e tals. Que PORRE todos eles falarem a mesma coisa: tendência assim, assado...
E com o meu guarda-roupa faço o que, jogo fora?

Eu uso o que gosto. Esteja isso nas tendências ou não. Ponto final.

Deborah O'Lins de Barros disse...

Olá!
frequento teu blog faz um bom tempo, mas sempre o vi como uma revista, onde folheava figurinos dias interessantes, dias nem tão. depois vi o link para o teu "avesso". passei a ver a mulher além das roupas. te admiro muito, pela forma que vc dá suas voltas por cima, sempre vendo o lado positivo de cada coisa, até da moda. espero que muitas meninas te tenham como exemplo, principalmente agora, que vc falou em literatura :-) sempre que puder tocar nessa tecla, toque, por favor. já que muitas pessoas se espelham em você, que sejam então como você: linda por dentro e por fora.

um beijo e ótima semana,
carpe diem!!
Deborah

Viviane Moreira disse...

Que delicia ler tuas palavras...que delicia....
Adoro quando te leio, adorei teu livro, espero por mais livros, muito mais....
Que delicia....
Bjssss
Vi

Dyego disse...

Amei essa música *_*
adoro quando você coloca músicas por aqui(escuto todas)... hehehe

Gostei muito desse post sobre a moda, muito interessante e é realmente do jeito que eu vivo e penso.

P.S: sim, tem homens que olham esse blog por causa do conteúdo e não somente pela dona dele.

Um beijo

daniellegurgel disse...

Devias escrever mais vezes aqui...
Adorei o lance de odiar tendências. Tb odeio. Vc devia mesmo escrever mais!

Naiala Xavier disse...

Outro dia questionei meu Blog e pensei: será q ta meio sem gracinha, pq só posto meus looks diários(inspirada no seu blog claro), meus pensamentos e mais nada?
Mas agora lendo o seu post me identifiquei e vi q penso igual a vc, se eu ficar bitolada a tendências vai deixar de ser meu estilo, meu eu expresso no que visto. Meu estilo é a expressão do meu estado de espírito, e cada dia a gente acorda de um jeito, e qr vestir o q gosta, ou o q se sente bem, e nem sempre o q ta na moda ou o q é chamado de tendência serve para o meu corpo(q ta precisando perder uns quilinhos,kkk).
É bom saber a sua opinião,pois vc é dona de um Blog influente, gerador de opinião, conceitos. É uma prazer parar e ler todos os dias...

Abraços,
Naiala Xavier

Patricia Caetano disse...

Curti tanto esse seu comentário que postei lá no meu blog. Merece a página principal do hoje vou assim, mesmo!
Beijo!

Joyce disse...

Oi Cris,

Lendo seu post sobre sua relação com a moda: pensei: seu blog daria um livro, assim como o Para Francisco. Não um livro de moda -tendências, mas um diário de como você se veste e sua relação com cada roupa vestida, entende?! Gostou da ideia!
Foi um 'insight' que tive...

Beijos e boa semana!

Joyce

soraya bones disse...

Cris,
quando leio os seus textos muitas vezes me procuro, coisas boba de referências pessoais que gosto de cultivar, lembrar de um sapato bege de verniz - arezzo, que vc gostava. Sou visual, sou textual, acho q por isto tenha a publicidade como companheira, venho aqui todos os dias matar as saudades, mostrar pra Derrah as boas referências da minha vida.

beijos,
Lindinha.

Renata Iannarelli disse...

Fantástico começar meu dia lendo isto. "Comer moda", "Viver os livros", é isso!
Obrigada por existir e mostrar isso para nós!

Lua Barros disse...

Você me ensina muitas coisas.

[margarida] disse...

Pois é... é uma delícia ler seus textos!! Você realmente já faz parte do nosso dia, acredite.

Obrigada por compartilhar seu jeito de ver o mundo.

Beijo e carinho de uma fã de carteirinha.

raquel marinho disse...

Pois é! A pessoa que exerce um estilo pessoal não segue moda, nem tendência de moda, mas recolhe na moda e nas tendências de moda aquilo que serve ao seu estilo.
Sobre as tendências de moda vale considerar, porém, que elas, uma vez que ainda não caíram no gosto da maioria, ou seja, na moda, são capazes de provocar uma surpresa, um destaque, um frescor no visual. Nesse sentido, elas podem ser bastante úteis, embora não garantam o estilo pessoal ou, melhor dizendo, não eximem aqueles que tem ou querem ter um estilo pessoal de se perguntarem: "isso diz de mim?". Se não disser e, mesmo assim, a pessoa usar, deixa de ser estilo pessoal para ser "estilo na tendência", virando uma submissão tola e empobrecedora.